Introdução

A medicina brasileira segue os rumos da mais alta capacidade e profissionalismo do Mundo. Pensando nisso, a Sociedade Brasileira de Genética Médica e Genômica (SBGM) preparou um Grupo de Trabalho destinado a desenvolver o Título de Especialista em Genética Médica e Genômica, uma distinção que visa qualificar ainda mais os profissionais associados. O exame é uma forma de reconhecer o profissional, e constatar a aptidão para exercer atividades com responsabilidade e competência técnica, para o cuidado integral de famílias e pessoas com condições de origem genética.

Trata-se de um título para valorizar os profissionais especializados em genética médica. A obtenção do selo de especialista pela SBGM representa a conquista do reconhecimento oficial da formação e habilitação especializada em genética médica. As repercussões profissionais têm-se tornado cada vez mais evidentes com a crescente valorização do título pela sociedade de um modo geral. Além disso, a posse dele credencia o médico a participar mais ativamente da SBGM.

O Grupo de Trabalho (GT) é responsável por elaborar todas as etapas da prova de título de especialista. O grupo também irá implementar uma série de avaliações para médicos residentes em Genética Médica e Genômica, de acordo com as novas normas pedagógicas, para ratificar a qualificação dos titulados.

 

Pré-Requisitos

Para ser um candidato ao título de especialista em Genética Médica pela SBGM, o indivíduo deve possuir diploma de médico obtido em uma universidade ou faculdade brasileira ou ter sido aprovado no processo de revalidação do diploma de médico obtido em universidade ou faculdade do exterior, conforme determinação do Conselho Federal de Medicina. Deve também ter concluído Residência Médica em Genética Clínica / Genética Médica durante três anos, em instituição credenciada pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC) ou ter concluído Especialização ou Estágio na especialidade, em território brasileiro e com duração e programa iguais ao Programa de Residência Médica da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC) com duração de 03 (três) anos. O certificado deve estar obrigatoriamente acompanhado da grade científica teórica e prática além da carga horária total que deverá ser igual ao da Residência Médica em Genética Médica reconhecida pela CNRM/MEC ou comprovar atividade profissional na especialidade Genética Médica, em todas as suas grandes áreas (dismorfologia, neurogenética, oncogenética, genética pré-natal e genética bioquímica), em território brasileiro, durante os últimos 6 (seis) anos, contados da data de publicação deste edital (período de tempo duas vezes maior que o estabelecido como período de formação em residência médica de Genética Médica, conforme a Resolução CFM nº 2.148/2016). 

Esse requerimentos implicam que o médico possua: (i) amplo conhecimento em genética médica e humana, incluindo o conhecimento sobre heterogeneidade, variabilidade e história natural de doenças genéticas; (ii) habilidades diagnósticas e terapêuticas em doenças genéticas; (iii) habilidade para colher e interpretar histórias individuais e familiares; (iv) habilidade para integrar a informação genética e clínica e entender os usos, limitações, interpretação e significância de procedimentos clínicos e laboratoriais; (v) o conhecimento em princípios genéticos para avaliação e transmissão da informação sobre riscos; (vi) o conhecimento sobre os recursos de saúde disponíveis para apropriado suporte do indivíduo e de sua família.

 

Edital de 2020

Ficha de Inscrição

Confira a Lista de Médicos com Título de Especialista em Genética Médica